Skip to content

Rock of Ages

27/08/2012

Rock of Ages – por Daniel Mazzochi

Rock of Ages. Antes de ler, entenda que é apenas minha opinião. Não tenho, nem nunca tive a pretensão de ser crítico de cinema, muito menos musical, mas gosto de escrever sobre o meu ponto de vista sobre CINEMA. Ok, dito isso, agora posso descer a lenha!! :) Bem, a nova era de musicais é uma eterna inconstante. Ora bola fora, ora bola no ângulo de letra. Foi golaço em Once, foi assim em Moulin Rouge e para não tão fãs de Beatles, foi também em Across the Universe. Mas Rock of Ages é um musical da Broadway e assim como em Hairspray, soa Broadway. É exagerado, é colorido, é muiiiiiito musical e principalmente: mal narrado. Correm atrás de um roteiro tentando usar uma obra já pronta. A história não deve se prender a música e sim, a música deve completar a história. Um filme que, mesmo com 2h, corre no tempo deixando o espectador sem entender quanto tempo pode ter passado. A diferença entre Hairspray, Mamma Mia e esse filme, é que nos outros temos boas atuações. Em Rock of Ages, temos Tom Cruise tentando se passar por um Axl Rose, com filosofia hippie e com pitadas do seu grande potencial em não saber mais atuar. Quando pega a guitarra então…é como tentar explicar o facebook para seu avô. Deu pra entender a analogia? Não entendo por que tudo deve ser clichê e estereotipado em um filme como esse. A velha história da menininha que vem do interior tentar a fama em Hollywood, encontra um garotinho e ambos tem o sonho de cantar. Ai tem o Rockstar drogado e sexual contra a facção igreja. Sério? O filme parece a abertura do Rockband e Guitar Hero, cantado, tocado e interpretado pelo elenco do High School Musical. Tudo bem que pra mim é mais difícil engolir, pois se pudesse apagava 80% dos anos 80 até 90. Mas acho que até o Hard Rock/Glam mostrado ali acaba sendo infantil, “besteirolado” e apelativo. Um filme com temas adultos feito para o público de 8 a 14 anos. Opa…mas tem muita cena sexual!! É, então não deu. Não foi feito pra maiores, nem menores. A trilha sonora seria ótima se não fosse assassinada na maioria das vezes por quem interpreta. Mas confesso…Fiquei surpreso ao esperar os créditos e ver que o Tom Cruise realmente cantou Bon Jovi e Guns. Ou seja…Se esse filme merece um Oscar, com certeza quem levaria é o Auto Tune!!! Sem mais…

About these ads
One Comment leave one →
  1. Selma permalink
    30/08/2012 10:07 AM

    Realmente , sejamos coerentes, TOM CRUISE estava perfeito!!!!!
    Trata-se de uma “quase sátira” aos musicais americanos, o enredo é fraquinho, mas foi exatamente isso a que se propôs, TAL QUAL o recente vampiro de Depp.
    Voltando a Cruise, ele encarnou um roqueiro , diferente de tudo o que ele já fez, emprestou sua voz ao personagem, ficou D++++++!!!!!!!MERECE UM OSCAR MELHOR ATOR!!!!! Lembrei de Alice Cooper, Axl Rose, Mick Jagger, foi divertido. Melhor que Cisne Negro e outros melodramáticos chatos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: