Pular para o conteúdo

Bruxa de Blair

05/11/2009

A Bruxa de Blair –  por Lucas Veloso

O filme que começou essa onda de “mockumentaries” (documentários falsos) tão famosos hoje em dia. Foi vendido como a história real de três estudantes que desaparecem quando vão fazer um filme nas florestas de Maryland sobre o mito da bruxa de Blair. Só suas filmagens são encontradas. A estratégia de marketing envolvia trailers mais “sérios”, entrevistas com os “pais e familiares”, sites virais, entre outras coisas. Compensou: com todo esse barulho, o filme (independente) fez uma grana boa nas bilheterias. Como acontece com esse tipo de filme-fenômeno, a obra nem é o foco principal. A história em si é simplória, e o filme não tem nada de mais em termos de efeito, fotografia… o medo vem da abordagem minimalista.. um barulho aqui, um vislumbre de algo ali, e sua imaginação preenche as lacunas. No meu caso, preencheu bem e permanece um filme que me deixa bem perturbado, mas entendo que tem pessoas que o acham chato e “um filme sobre três idiotas perdidos”. Interessante como experiência midiática e sensorial, numa época em que as triviais virais de hoje em dia nem pensavam em existir. Seu triste legado, porém (e não é culpa dele, Hollywood é movida por dinheiro) foi gerar dinheiro o suficiente para que milhares de filmes de estilo semelhante o tenham seguido e continuem acontecendo até hoje.

“I´m so scared…”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: