Skip to content

70 ANOS DE BRUCE LEE

27/11/2010

Dia 27 de Novembro de 2010. 70 anos atrás nascia em San Francisco, filho de pais chineses, Lee Jun Fan, que ganhou o mundo com o nome de Bruce Lee. Lutador, filósofo, ator, diretor e pai de família, Bruce conquistou o mundo com suas ideias e com sua personalidade, até nos deixar em 20 de Julho de 1973. Até hoje, permanece uma grande inspiração entre os praticantes de artes marciais do mundo inteiro.

É curioso imaginar como seria Bruce Lee hoje em dia, caso estivesse vivo. Teria feito muito mais filmes? Como teriam sido? Estaria satisfeito com a evolução do cinema de ação em Hollywood? Teria gostado de Matrix? Estaria relegado a pontas ínfimas em filmes de artes marciais da nova geração como Jackie Chan, ou nunca teria desistido e estaria chutando bundas ainda hoje, que nem Stallone? Difícil (e inútil) tentar imaginar, mas não deixa de ser curioso, ainda mais que o cinema de ação hoje é tão diferente do que era na época dele, com sangue digital e dublês de CGI.

Por fim, despeço-me com esse video sobre o singular “soco de uma polegada“, uma das técnicas mais interessantes que Bruce demonstrou. Longa vida a Bruce Lee!

Para ler mais sobre o mestre:

OS FILMES

A CINEBIOGRAFIA

Anúncios
4 Comentários leave one →
  1. 27/11/2010 6:11 PM

    Já postei um comentário aqui mesmo em 05/10/2010 sobre o filme Dragão: A História de Bruce Lee. Faço hoje, 27/11/2010, a mesma coisa. Parabenizo aos Críticos de Botequim pela justa homenagem ao homen que consta na lista das 100 personalidades mais influentes do século XX, segundo a Revista Time, Bruce Lee! Fico sempre orgulhoso quando lembram e citam seu nome em revistas, tv etc. O próprio Bruce Lee, que por
    muitas vezes profetizou sobre si mesmo – e acertou – talvez não imaginasse o tamanho de
    seu legado e o quanto a sua influência ecoaria por todo o planeta e até os dias de hoje. Seja
    em desenhos, animações computadorizadas, filmes de ação, comédias etc, ele sempre é lembrado (às vezes tão rápido que o espectador menos informado não nota!), citado e infinitas vezes imitado. Lembro-me de ter sido atraído por alguma coisa que possuia esse “chinezinho” e que pela pouca idade, 13 anos (1973), eu não podia entender. Colecionei
    revistas, assisti aos filmes até 3 vezes seguidas (na época, nos cinemas, podia), pratiquei artes marciais e, mesmo que eu não tivesse muito sucesso no que fizesse, sempre dei o melhor que pude, como aconselhava o Bruce. Até hoje sou assim. Até hoje Bruce Lee me influencia. Como sempre digo à minha namorada (para desespero dela) e parafraseando uma música de 1983, das Frenéticas: “Eu Escolhi Certo o Meu Super Herói”. Bruce Lee foi e ainda é o melhor. Todo o resto só pode se contentar em andar à sua sombra , trilhar o seu caminho e passar com humildade pela porta que ele não apenas abriu mas fez – literalmente à sangue, suor, socos e pontapés. NÓS TE SAUDAMOS, BRUCE LEE!

  2. roberto permalink
    23/04/2014 5:32 PM

    Vc foi perfeito Rogério, parabéns pelo comentário sobre bruce lee. Uma fonte inesgotável de inspiração e conhecimento.

Trackbacks

  1. O Besouro Verde « Críticos de Botequim
  2. The Legend of Bruce Lee « Críticos de Botequim

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: