Skip to content

Incontrolável

12/01/2011

Incontrolável – por Lucas Veloso

A sinopse parece saída de uma sessão da tarde: Por causa de erro humano, um trem desgovernado e sem condutor cruza as ferrovias da Pennsylvania com uma carga química perigosíssima. Dois homens (Denzel Washington e Chris Pine) precisam se unir e tentar impedir que o trem chegue a uma cidadezinha no caminho e acabe por destruí-la. Uma espécie de mistura de “Encurralado” com “Velocidade Máxima” nos trilhos, o novo filme de Tony Scott não tem grandes ambições além de divertir. E consegue: o filme gera uma boa dose de tensão, e os personagens são carismáticos o suficiente para que a gente se importe com eles (essencial em qualquer filme, mas em filmes-desastre, mais ainda). Scott, ainda bem, abre mão do estilo videoclíptico com cores saturadas que marcou seus últimos filmes (e que os transformaram em chatices, diga-se de passagem), e o único resquício desse estilo aqui são os zooms rápidos ao longo do filme. Louvável também o uso de efeitos práticos, deixando os digitais num mínimo (pra dizer a verdade, nem consegui detectar), e deixando o filme à altura dos exemplares do gênero dos anos 90. Não sei vocês, mas tenho um fraco por esses filmes-catástrofe com emoções baratas e tensão ininterrupta. Só não dei quatro canecas porque realmente não tem nada de inovador ou relevante. É pura diversão boba e descompromissada.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: