Skip to content

O Senhor das Moscas

22/10/2011

O Senhor das Moscas – por Lucas Veloso

Baseado no best-seller de William Golding, “O Senhor das Moscas” começa ao melhor estilo Lost: um avião sofre um acidente próximo a uma ilha, e os sobreviventes acabam tendo que ficar por lá, aguardando resgate. A diferença aqui ocorre pelo fato de serem todos cadetes de uma escola militar. Num primeiro momento, é impactante a imagem de um filme com elenco não só predominantemente masculino, mas além disso, de crianças. No início, eles brincam e se divertem com a ideia de um paraíso sem adultos (e meninas, bleargh!). Mas não demora muito para que comecem as brigas: por liderança, por comida, por qualquer coisa, e o grupo se divide em duas facções: os “bons meninos”, civilizados e com a esperança de ser resgatados, e os “selvagens”, que querem caçar e morar na ilha para sempre. Fiel à obra original, o filme faz um trabalho fascinante ao mostrar a fragilidade do status quo numa situação de emergência, e é assustador constatar que, dia a dia, aqueles meninos estão perdendo a sanidade em meio aos mistérios da ilha. Um filme pequeno em escala, mas impactante e que faz pensar. Vale destacar ainda a macabra trilha sonora e a excelente performance de todos os atores mirins, verdadeiras feras escolhidas a dedo. Uma estória de terror disfarçada de filme de meninos. É como uma sessão da tarde que deu incrivelmente errado… ou certo, depende do ponto de vista.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: