Skip to content

ESPECIAL American Pie

25/04/2012

Hoje, falamos da série de comédia mais maluca e ousada dos anos 90… AMERICAN PIE! Por Lucas Veloso.

American Pie surgiu em 99 com a proposta de ser um “Porky’s dos anos 90”. Como nunca fui muito fã de Porky’s e seu tipo de humor, passei longe. Mas acabei, eventualmente, dando uma chance em vídeo para as peripécias de Jim, Oz, Kevin, Finch, e claro, Stifler. A estória tratava desse grupo de amigos, que, às vésperas da formatura, ainda se encontram em estágios diferentes mas igualmente estáticos de virgindade, e fazem um pacto para darem um jeito nisso até o dia da festa. Bem padrão mesmo, nada de mais. O que se segue é uma série de piadas grosseiras, humor físico, e uma torta de maçã desfigurada na cena mais icônica (e nojenta) dos filmes de comédia. Porém, em meio a essas tosqueiras, American Pie se destacou por causa de seus personagens. Embora nunca nos aprofundemos demais no drama (não é mesmo esse tipo de filme), podemos simpatizar com os garotos e suas dificuldades que só quem já foi adolescente também pode compreender. Afinal, quem não teve uma conversa com o paizão que começou até bem, na base do conselho, e terminou com um jovem sem saber aonde enfiar a cara de tanta vergonha? A propósito, “O Pai de Jim”, Eugene Levy, é o grande achado da série, que fique registrado desde já. Na continuação, American Pie 2, os rapazes agora estão com a vida sexual à toda, na universidade, e começam a trombar com novos problemas, referentes à vida adulta. E tome mais situações embaraçosas e piadas chulas. Aliás, essa continuação traz um número recorde de mulheres peladas, para quem estiver tomando nota. Embora mais apelativa, mantém o cerne da amizade do filme anterior e traz os personagens mais maduros (dentro do possível). Em American Pie – O Casamento, Jim, o “rapaz da torta”, finalmente resolve se casar. Claro que, entre despedidas de solteiro com strippers e planejamentos da cerimônia, não será um casório nada comum. Embora ainda traga o inconfundível humor da série, esse filme brilha menos pois muitos do elenco não quiseram voltar, e o filme parece incompleto de alguma forma. Ainda bem que esse ano resolveram nos brindar com American Pie – O Reencontro, o mais novo exemplar da série. Agora beirando os 30, e com crises nos casamentos, noivados malucos, dificuldades no trampo, entre outras mazelas, os personagens ainda lidam com tudo isso da mesma forma insana de sempre. Especialmente Stifler, que tem dificuldades em aceitar a passagem do tempo. Dessa vez, capricharam: ninguém ficou de fora, mesmo personagens secundários dão o ar da graça, nem que seja por alguns segundos em tela. Arrisco dizer também que é o definitivo, dá mesmo uma impressão de conclusão, e mais um filme seria picaretagem (mais do que esse já foi). O que fica após os farelos da torta é uma série de comédia bem tosqueira, mas com um coração de ouro. Mesmo depois de anos, os rapazes ainda são “do bem”, e mesmo diante das tentações e tribulações, tomarão as melhores decisões possíveis, dentro de seu contexto de comida e sexo.

American Pie – A Série

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: