Skip to content

Os Imperdoáveis

05/05/2012

Os Imperdoáveis – por Lucas Veloso

Depois de anos trabalhando com os melhores, e dirigindo alguns de seus próprios filmes, era de se esperar que Clint Eastwood se tornasse um bom diretor. Mas nada poderia nos preparar para “Os Imperdoáveis”, filme que lhe deu o Oscar de melhor diretor em 1992. O que vimos foi uma estória madura de faroeste: Will Munny, um velho pistoleiro, se endireita com a ajuda de sua jovem esposa. Mas com a morte da esposa, agora é fazendeiro, cuida de seus filhos, e as finanças não vão bem. Surge um serviço: caçar os responsáveis por retalhar o rosto de uma prostituta da cidadezinha de Big Whisky. Mesmo hesitante, ele aceita, com a ajuda de seu velho parceiro Ned e um jovem pistoleiro, louco para mostrar seu valor. Eles vão esbarrar no xerife linha-dura Little Bill, que está disposto a manter a lei em sua cidade, nem que seja do seu jeito. Numa situação normal, só o elenco já valeria o filme: o próprio Eastwood, Gene Hackman, Morgan Freeman, Richard Harris… nada mal. Mas além disso, Eastwood sabe o que seus fãs esperam dele, e a essa altura já tinha feito faroestes o bastante para saber como eles devem se desenvolver. O resultado é um filme contundente e sem papo-furado, sem exageros, cada cena tem seu propósito de existir. E indo mais longe, podemos até imaginar que a estória de aposentadoria e última aventura de Will Munny poderia ser a de qualquer um dos diversos pistoleiros-sem-nome que Clint interpretou ao longo de sua carreira. Certamente, a carapuça serve. Se você não pretende ver muitos westerns durante sua vida, esse é sem dúvida um dos essenciais.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: