Skip to content

Batman o Cavaleiro das Trevas Ressurge

28/07/2012

Batman o Cavaleiro das Trevas Ressurge – por Lucas Veloso

E finalmente, Christopher Nolan encerra sua trilogia do Cavaleiro das Trevas. Depois de dois filmes de sucesso, a expectativa, que sempre foi grande, ficou maior ainda para o capítulo final. Batman/Bruce Wayne completa sua jornada de forma satisfatória como protetor de Gotham City, e o crédito vai para Christian Bale, que dessa vez, traz uma vulnerabilidade para o personagem que a história pede e não estava aparente antes. Mas é ajudado também por Gary Oldman (Gordon) e Michael Caine (Alfred), que trazem seus personagens ao ápice de seu desenvolvimento. Também digno de nota é Joseph Gordon-Levitt, com seu policial John Blake, um excelente novo personagem. Já a Mulher-Gato de Anne Hathaway não me convenceu muito. Ela tem toda a pose de “bad girl”, mas acaba sendo uma personagem rasa. A executiva Miranda Tate também não brilha, o que é agravante por dois motivos: primeiro, por ser interpretada pela vencedora do Oscar Marion Cotillard, e segundo, por ser uma personagem importante na trama. Já o vilão novo, Bane, de Tom Hardy, é divertido: sua voz melosa amplificada pela máscara à la Darth Vader é uma mistura de ameaça com zombaria. Mas na hora da porrada, o cara não decepciona, parece um pit-bull raivoso. Papel no qual Hardy parece estar se especializando, por sinal. Em termos de escala, Nolan faz seu maior filme: as cenas de ação são mais grandiosas, os riscos são maiores, os cenários, mais megalomaníacos… o tom é diferente de “Cavaleiro das Trevas”, mas que por sua vez, já era diferente de “Batman Begins”, então não é surpresa. É como se cada filme pertencesse a um sub-gênero, dentro do nicho de “filme de HQ”: filme de origem, drama policial, e agora, quase um filme-catástrofe. O roteiro tem seus tropeços, e em alguns momentos, deixa o filme um pouco sonolento. Não tem a excelência dos filmes anteriores. Temos uma ou outra surpresa, e como é de praxe nos filmes de Nolan, algumas tentativas de desviar a atenção da platéia. Tudo converge para um final digno, mas não espetacular, para a trilogia do Cavaleiro das Trevas, que será sempre lembrada não só como os filmes que salvaram o Batman, mas que também ajudaram a conferir um pouco mais de respeito aos “filmes baseados em quadrinhos”.

Anúncios
2 Comentários leave one →
  1. 29/07/2012 8:54 PM

    Achei o filme sensacional, Nolan consegui fazer umas da melhores trilogias de todos os tempos, final epico

  2. THE_MVG permalink
    07/09/2012 2:47 AM

    Fechou com chave de ouro, sem dúvida!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: