Skip to content

Redenção

26/03/2013

machgun

Redenção – por Lucas Veloso canecacanecacaneca

Deviam proibir qualquer tradução do título desse filme que não fosse literal: “O Pastor da Metralhadora”. Isso que é título. Enfim, vamos à crítica: Gerard “Leônidas” Butler encarna Sam Childers, um encrenqueiro que se torna cristão e, numa viagem missionária à África, mais especificamente ao Sudão, resolve ajudar as pessoas por lá. O problema é que pra ajudar as pessoas a lutar contra o terrorista Joseph Kony, que rapta crianças na noite para usar em seu exército, é preciso pegar em armas. Sem problema para Childers, que se une a um pequeno grupo rebelde e começa a enfrentar os terroristas. Esse filme pode ser enganoso: não é um filme de ação, não é um filme evangelístico, trata-se apenas da cinebiografia de Childers, um homem nada perfeito, mesmo depois de sua conversão, que decide se engajar numa causa nobre, mas nem sempre toma as melhores decisões. Isso confere tremenda humanidade ao personagem de Butler, e garante uma história chocante para o espectador, sem os clichês de Hollywood. É assustador pensar que essas coisas continuam a acontecer até hoje na África, um continente empesteado por ditadores, que só saem do poder para dar lugar a novos ditadores. E o filme retrata isso muito bem. Bola dentro para o diretor Marc Forster, que tinha mandado muito mal com Quantum of Solace, e agora volta a merecer nossa confiança, com um filme sério, bem-filmado e relevante.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: