Skip to content

O Homem de Aço

29/06/2013

man of steel

O Homem de Aço – por Lucas Veloso canecacanecacanecacaneca

Contar a história de origem do Superman não é uma tarefa fácil, principalmente pelas inevitáveis comparações com “Superman – O Filme“, que o fez tão bem. Mas eis que, 35 anos depois, Zack Snyder, acostumado a tarefas difíceis (a adaptação de “Watchmen“, por exemplo) conseguiu. Do jeito dele. A partir do início em Krypton, já vemos que essa vai ser mais ou menos a história que conhecemos… só que ligada no 220! Sério mesmo, esse filme é implacável! As cenas de ação são animalescas, com porrada, explosão, drama, duas cidades que vão precisar praticamente ser reconstruídas do zero, é coisa de final de trilogia, sem brincadeira… e só estamos no primeiro filme. A trilha de Hans Zimmer, fortíssima, só contribui para esse caos generalizado. Os efeitos estão bons, práticos na maior parte do tempo, e quando não tem jeito, CGI, mas de ótima qualidade. Mas e quanto aos atores? Bom, como sempre é o caso nos filmes de super-heróis, os coadjuvantes são fantásticos: Kevin Costner e Diane Lane como o casal Kent, Russel Crowe faz um Jor-El que surpreende com uma veia “action hero”, Amy Adams faz uma Lois Lane pra geração blog/twitter, mas com a mesma integridade e energia de sempre, comandada pelo Perry White de Laurence Fishburne, e Henry Cavill é uma boa escolha pra Superman. Não domina a tela como… hmm, você sabe quem, mas entrega uma interpretação honesta e carismática. Michael Shannon traz um Zod perigoso, mas ao mesmo tempo, humano. Ele acredita piamente em seus objetivos, e fará o máximo para conseguir realizá-los. Uma pequena reclamação é que achei o filme um pouco frio, no núcleo emocional. Não temos aqui os papos camaradas entre o pessoal do Planeta Diário, o carinho exagerado de papai e mamãe Kent… para isso, procure os velhos e nostálgicos filmes, esse é um filme sério de ficção científica, uma cruel invasão alienígena, e também uma adaptação digna das HQs. Entregue com a velocidade de uma bala e o impacto de uma locomotiva. Nem é 3D, é praticamente 4D, um ataque multi-sensorial. Superman está de volta, e pela primeira vez (no cinema pelo menos), não é um herói que depende da inocência ou nostalgia pra funcionar.

Anúncios
3 Comentários leave one →
  1. 29/06/2013 9:21 AM

    Concordo com tudo que você falou acima. grande Lucas e na minha opinião acredito que esse filme veioi como “na velocidade de uma bala e com o impacto de uma locomotiva” só para reintroduzir de uma forma mais contemporânea a história que todos já conhecem e dar uma noção do que vem por aí nos próximos filmes dessa série. MONSTRO!

  2. 29/06/2013 5:20 PM

    Valeu pelo comentário, cara… você curtiu também, então??

  3. Maurício permalink
    07/04/2017 6:55 PM

    Assisti duas vezes a esse filme. Na verdade, foram duas chances de ver qualidades no roteiro ou quem sabe enxergar algum carisma ou dramaticidade nos personagens ou no enredo. Não achei nada disso. Krypton, planeta povoado por uma espécie humanoide avançadíssima, faz uso de dragões como forma de transporte individual. Curiosamente, as audiências e reuniões de alta cúpula são realizadas no alto de um morro que não tem cobertura. Sol, chuva, vento ? Não existe problema para os kryptonianos. O General Zod, interpretado pelo enfadonho e monocromático Shannon, é um dos vilões mais chatos que já vi Sua fúria, incansável e uniforme ao longo de todo o filme, é explicada de forma igualmente banal ( os kryptonianos são predestinados por seus genes a exercerem determinados papéis na sociedade). A química entre o casal (?) central Cavill e Adams inexiste. Aliás, a impressão que tenho é que Amy Adams não consegue compreender as personagens que interpreta. Em filmes como Trapaça ela demonstra que é uma das piores atrizes que Holywood já forjou. Cavill faz um Superman em formação, cujo perfil psicológico parece de uma criança de 12 anos. Tentei ( juro), mas não gostei. Quando acabou o filme, foi um alívio. Só é melhor que Superman Returns.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: