Skip to content

Trilogia El Mariachi

01/10/2013

Hoje, falamos dos filmes que deram fama a Robert Rodriguez! TRILOGIA EL MARIACHI, Por Lucas Veloso.

el mariachi

El Mariachi canecacaneca

“El Mariachi” é tido como um pequeno milagre pela indústria cinematográfica em geral: feito por Robert Rodriguez, um diretor iniciante, por 7 mil dólares, usando técnicas pra lá de cruas, e atores totalmente amadores. E ainda assim, conseguiu criar uma obra que cativou pessoas suficientes para lançar a carreira e consagrar Rodriguez como um diretor que faz muito com pouco. Somos apresentados a um simpático Mariachi (Carlos Gallardo), que vai tentar a sorte tocando em bares de uma pequena cidade, apenas para descobrir que a mesma foi tomada pelo crime, e que o povo está mais interessado em negócios escusos do que música. Não demora muito para que ele mesmo tenha que dar uns tiros… olha, não vou mentir para você: é um filme beeem mais ou menos. A história por trás dos bastidores, a forma como ele foi filmado, e o que ele significou para Rodriguez são mais interessantes do que o filme em si. Mas podemos ver germes de ideias que viriam a ser aproveitadas em filmes futuros do diretor, bem como algumas partes bem-humoradas. Mas a essa altura, com dois filmes superiores feitos depois, não é um filme essencial de se assistir.

A Balada do Pistoleiro canecacanecacanecacaneca

Com o sucesso de “El Mariachi”, não demorou muito para que Rodriguez chamasse a atenção dos cachorros grandes. E um deles foi Antonio Banderas, o maior astro latino da época. E eis que surgiu esse “Balada do Pistoleiro”, uma continuação para Mariachi, mas uma bem estranha: Banderas assume o papel de Gallardo sem nenhuma explicação, e Gallardo aparece no filme como um amigo músico assassino. Em termos de história, é quase uma refilmagem: o Mariachi vai parar numa cidade tomada pelo crime, controlado pelo chefão Bucho (Joaquim de Almeida), e é ajudado pela sexy bibliotecária (!) Carolina, papel de Salma Hayek. O que tem demais também é participação especial: Steve Buscemi, Cheech Marin, Quentin Tarantino e Danny Trejo, já treinando para ser Machete, no papel de um atirador de facas. Se Rodriguez se destacou com seu primeiro filme, aqui ele sedimenta de vez a fórmula do que é um filme “robertrodrigueano”: muito tiroteio, poses à la John Woo, acrobacias que desafiam a lógica, explosões, belas mulheres, e alguma conexão com o México. Altamente divertido. Eu argumentaria que “Balada” é o único filme que Rodriguez realmente fez. Todos os outros foram cópias xerox. Mas acho que isso seria muito cruel.

Era uma Vez no México canecacanecacaneca

Alguns anos depois, Rodriguez desenterrou El Mariachi e Carolina, e os trouxe de volta para mais um filme, mas com uma premissa interessante: esse seria a parte 4 de uma trilogia (!?). Sim, a ideia é que não vimos a parte 3, seus eventos seriam contados em flashbacks, e agora veríamos o que se desenrolou depois. O problema é que o filme se tornou um monstro, e com suas intrigas políticas e agentes da CIA agindo no México, o roteiro ficou confuso demais, para comportar tantos personagens. Segue o elenco, tá pronto? Antonio Banderas, Salma Hayek, Johnny Depp, Eva Mendes, Willem Dafoe, Danny Trejo, Mickey Rourke, Enrique Iglesias, Ruben Blades, Cheech Marin… uau! Todo mundo em Hollywood queria trabalhar com o cara nesse ponto. Um filme bom, mas desigual. Não deixa de ser mais um marco em sua carreira, pois mostra Rodriguez experimentando com efeitos especiais. Com sua competência, ele consegue fazer cenas decentes de explosão e outros efeitos tudo da garagem de sua casa (tá bom que é uma mega garagem, mas…). Os extras do DVD são obrigatórios: além de explicar como criou o filme, ele ainda ensina a fazer puerco pibil, o prato preferido do personagem de Depp. Impagável! No fundo, Rodriguez parece ser um cara legal. Poderia variar mais, mas é um cineasta que sem dúvida conseguiu controle criativo para fazer o que quer. E o que ele quer é fazer épicos de tiroteio usando o México como pano de fundo, então, quem animar pode vir.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: