Skip to content

Guardiões da Galáxia

03/08/2014

guardians

Guardiões da Galáxia – por Lucas Veloso canecacaneca

Desde o começo de sua produção, “Guardiões da Galáxia” foi tido como uma aposta arriscada da Marvel. Mas o estúdio que fez “Os Vingadores” e faturou somas altíssimas ao redor do mundo podia, agora, correr esse risco com personagens virtualmente desconhecidos. E assim foi. Chega agora aos cinemas o resultado. E como é? Bom… antes de mais nada, preciso dizer que, apesar de fã da Marvel, nunca liguei muito para as sagas espaciais da editora (com a exceção de Galactus e Surfista Prateado). Mesmo aquela coisa cósmico-mitológica de Asgard não me desce bem. É que fico mais à vontade com as aventuras urbanas (ainda que fantásticas) de Homem-Aranha, X-Men e cia. Adicione a isso uma história de desajustados galácticos que bebe bastante da fonte do herói espacial meio canalha (exemplificado por Han Solo, Cowboy Bebop) e um monte de piadinhas infames, e o resultado, ao menos para mim, não é muito positivo. Claro, é um filme divertido, tem bastante ação. Os efeitos, especialmente, são espetaculares. Não só a computação gráfica, como também maquiagem e cenários. Tem ainda um bocado de participações de bons atores em papéis inusitados. E tem o Groot, criado em computação, mas com a voz de Vin Diesel, na indefectível frase “Eu sou Groot”, repetida em diversos contextos e entonações. Facilmente a melhor coisa do filme. Mas aí é que está, minha gente: quando um homem-árvore digital com apenas uma frase se torna a melhor coisa de um filme, na minha opinião, tem algo errado. A sensação que tive com esse filme foi a de estar numa festa super legal, bonita, cheia de atrações, mas ser obrigado a ficar à mercê do sobrinho mala do aniversariante, que conta piadas de joãozinho por duas horas, e consequentemente, não me deixa aproveitar a festa. Seguinte, damos a Marvel o que é da Marvel: nota 10 pela ousadia de colocar um guaxinim falante num de seus filmes. Nota 10 por conseguir fazer um filme B com orçamento de grande produção. Mas acho que da próxima, vou preferir re-assistir as peripécias do Han Solo original, ou pelo menos, aguardar o Episódio VII.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: