Skip to content

TOP 5 – Mais Cenas Boas em Filmes Ruins

27/07/2015

Sim! São muitas cenas boas em filmes ruins, então precisamos de uma segunda parte. Como antes, dê sua opinião, e atenção aos spoilers para os filmes citados!

TOP 5 MAIS CENAS BOAS 5

5 – A luta no metrô em “Ninja”

Já falamos desse filme aqui no Botequim, e de forma alguma poderia recomendá-lo em sã consciência, é um filme Bzaço, com uns cosplays de ninja muitos toscos. Definitivamente Scott Adkins é um bom “ator marcial” mas ainda em busca de um papel decente. Porém, as lutas são OK. E uma que é mais do que OK é a do metrô. É uma luta tão vibrante, tão brutal, e tão bem-coreografada, que merecia estar num filme melhor. Clique e confira.

TOP 5 MAIS CENAS BOAS 4

4 – A Apresentação de “X-Men Origens: Wolverine”

OK, não sou um dos que odeia esse filme apaixonadamente, mas também não posso dizer que é a obra-prima do universo cinematográfico mutante. Eu chamo de “Sessão da Tarde: Wolverine”. Mas sim, o filme luta com um roteiro mediano, efeitos especiais piores do que o primeiro filme dos X-Men, feito 9 anos antes, e algumas coisas simplesmente nada a ver (a representação de Deadpool, por exemplo?). Mas tem uma cena que em geral, agrada a todos: a apresentação do filme. Começa com o pequeno James e o jovem Victor correndo no Canadá vitoriano(?), e a seguir, vemos uma empolgante montagem dos dois irmãos lutando em diversas guerras, sempre botando o terror, e mostrando um lado do Wolverine que até então não tínhamos acompanhado visualmente no cinema, ou seja, a sua longa e sofrida vida. A sequência é rápida, mas tem gente que diz que é melhor do que tudo o que vem depois. Eu acho exagero, mas também não posso questionar muito.

Menção Honrosa: Wolverine no aeroporto em Wolverine: Imortal – E eis que não aprenderam a fazer um filme decente do carcajú. Esse segundo filme, passado no Japão, também só se destaca por uma cena final – dessa vez nos créditos – de Logan se reencontrando com o Magneto de Ian McKellen, e o Professor Xavier de Patrick Stewart, a essa altura considerados pelos fãs sem poderes e morto, respectivamente. O cinema veio abaixo. Foi a única vez naquele filme em que isso aconteceu.

TOP 5 MAIS CENAS BOAS 3

3 – ‘Para mim, era uma Terça-Feira’, em “Street Fighter: O Filme”

O filme em live-action de Street Fighter rende um Top 5 só dele, de cenas memoráveis (a maioria naquele esquema: tão ruim que é bom), mas essa leva o shoryuken de ouro: Chun-Li está nos aposentos de M. Bison, relembrando o ditador, interpretado pelo saudoso Raul Julia, sobre o assassinato do pai dela. Seu tom é solene, e ela tenta conter o ódio. A resposta de Bison? Ele não se lembra de tal momento: “Para você, o dia em que Bison agraciou sua aldeia, foi o dia mais importante de sua vida. Mas para mim, era uma terça-feira”. BOOOM! Vilão dos vilões? Canalha dos canalhas? Sim. Nessa época, Raul Julia já batalhava contra o câncer que por fim, tiraria sua vida, mas ainda achava forças pra ser fodão. Havia muitas coisas erradas nesse filme, sobretudo no casting. Mas Raul Julia não era uma delas, como comprovou nessa cena (e em várias outras).

TOP 5 MAIS CENAS BOAS 2

2 – O Final de “Planeta dos Macacos (2001)”

Pode-se dizer que Tim Burton deixou a peteca cair nessa adaptação do clássico da ficção científica. Tudo ficou muito esquisito: o design, as roupas, os humanos, Mark Wahlberg, romance com símios… deixou um gosto ruim na boca dos cinéfilos. Mas teve uma coisa que o filme fez certo: o final. Depois de se despedir do planeta dos macacos, o astronauta Leo Davidson retorna à Terra. E aí, numa interessante reviravolta que remonta ao filme original, a terra foi dominada pelos macacos. Mas a sociedade não se desintegrou. Washington continua exatamente a mesma da época dos humanos, mas com a distinta diferença notada acima na estátua de Abraham Lincoln (ou seria “Ape-a-Ham Lincoln”?). O que isso tudo quer dizer? Como é possível? Como a continuação para esse filme em específico nunca foi feita, e a série recebeu um reboot, provavelmente nunca saberemos. Sobram teorias na net. Mas não importa, na verdade. O que importa é que é um final impactante e curioso, e mais instigante do que as duas horas que o precederam.

TOP 5 MAIS CENAS BOAS 1

1 – O Final de “O Exterminador do Futuro 3: A Rebelião das Máquinas”

T3 não foi um grande filme. Teve boas cenas de ação, e algumas boas ideias para engrandecer a mitologia dos Terminators, mas teve piadinhas infames demais, e efeitos especiais irregulares demais para sagrar-se clássico junto aos filmes anteriores. Agora, o final… cara, que final… depois de correr o filme inteiro tentando impedir a Skynet de iniciar o “Dia do Julgamento” e a rebelião das máquinas, John Connor e sua nova amiga Kate Brewster terminam num bunker subterrâneo, se dando conta de que não conseguirão, e que o holocausto nuclear vai acontecer de qualquer jeito. E ele acontece! Bilhões de pessoas morrem, os dois sobrevivem, e a luta agora será para liderar o restante da humanidade contra as máquinas assassinas. O rádio do bunker começa a ecoar diversos pedidos de socorro, e naquele momento, John finalmente começa seu papel como líder da resistência. Nuuh! Até arrepio! Se todo o filme tivesse sido tão bom quanto esse final… um final corajoso, até mesmo mais do que os de Cameron, que sempre supôs uma vitória dos Connor, ou senão, deixou em aberto. Mas aqui, é faca na caveira metálica, e fogo nos humanos. Um final bem ousado para um blockbuster de verão… mas nem por isso, menos genial ou bem-vindo.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: