Skip to content

Turbokid

04/06/2017

turbokid

Turbokid – por Lucas Veloso canecacanecacaneca

A nostalgia é real! Não apenas revisitar temas e tendências dos anos 80/90, mas a moda atual é fazer filmes que se parecem tanto com os produtos daquela época, que você quase poderia ser perdoado por pensar que são mesmo filmes perdidos que foram encontrados apenas recentemente. Entram nessa lista “Kung Fury”, “Stranger Things”… e a lista só cresce. Mas, ei… sendo eu mesmo um nostálgico, não reclamo. Turbokid bebe direto na fonte de Mad Max, mas tem um pouco dos “filmes de amizade” da época (“Os Goonies”, “Conta Comigo”, etc…), ao contar a história de um garoto que tenta sobreviver num desolado pós-apocalipse, quando encontra uma nova amiga. Quando ela é sequestrada, ele resolve encarnar seu antigo super-herói Turbo Rider para salvá-la. O filme é extremamente curioso, pois apresenta uma filmagem e design de produção que como citei, poderiam ter sido feitos nos anos 80, incluindo aí a obrigatória trilha sonora de sintetizadores. A violência também é excessiva, como era o padrão também. Mas o filme se sobressai é no coração… e não quero dizer órgãos arrancados de corpos, que tem bastante… mas o núcleo emocional mesmo. O casal de atores principais é extremamente carismático e é fácil torcer por eles. E embora siga o padrão oitentista, o filme não se contenta apenas com isso, oferecendo uma surpresa no enredo aqui e ali. É divertido, e vale conferir, principalmente se você é um dos órfãos da “década perdida”.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: